Maternidade

Introdução Alimentar: Meu dilema

Não sou, nem nunca fui nenhuma especialista na área de alimentação, muito menos infantil. Mas depois que Heitor nasceu muitos assunto relacionados a maternidade em geral, me fazem passar horas sem fim na frente de um computador.

Então vim aqui falar um pouquinho pra vocês sobre a MINHA experiência com a introdução alimentar do meu filho e dividir como foi e está sendo essa nova fase na vida desse pequeno ser.

Acho que o sonho de toda mulher depois que é mãe e que se realiza em algumas áreas pós nascimento, é ver o bebê comendo pela primeira vez [eu sou assim 😀 kkkkkk], as sujeiras, as caretas, ver aquelas coisinhas descobrindo novos sabores nos enche os olhos e o coração. Pois bem, Heitor sempre se alimentou desde o nascimento por leite materno exclusivo, nunca dei nada que não fosse meu leite [nem água, para desespero de muitos na família], mas como a maioria da população mundial eu tinha que trabalhar após a licença [que são de 3 à 4 meses salve engano [vou pesquisar e coloco aqui no final do post]], então o que fazer com um bebê que só mama, que ainda não ficou com outra pessoa alem da mãe, como deixar ele com “estranhos”… mil coisas passaram na minha cabecinha de mãe de primeira viagem, foi então que decidi conversar com a pediatra dele sobre o que se passava, muitos são os profissionais dessa área, muitos tem seus métodos, aquele caso de cada medico é um medico, cada mãe é uma mãe, voltando, conversei com ela e ela me aconselhou o seguinte,  começar aos poucos oferecendo a ele as frutas e fosse aumentado gradativamente conforme ele começasse a se habituar, sem nenhuma restrição, frisando apenas que o meu leite continuaria sendo a principal fonte de alimentação pra ele.[certo? Certo!] Mas  e porque ao invés de iniciar tão cedo a alimentação você não preferiu inserir o leite artificial/formula/”NAN”? Por escolha nossa mesmo, minha e da médica, ele é uma criança saudável, ainda mama bem e não havia a necessidade de complementar com leite, a forma mais adequada pras minhas necessidades e de certa forma vontade foi começar mais cedo com a alimentação.

É comum que muitas mães optem pela amamentação exclusiva até os 6 meses, super apoio, mas eu não sou nada radical quanto a isso, fui em busca do que se encaixaria melhor pra mim naquele momento. Bem, Heitor fez 4 meses e eu inseri a papinha doce na sua vida, foi trágico, não a alimentação em sim, ele aceitou bem a novidade, mas a colher… não ficaram amigos não kkkkkkkk.

Mas fato é, pesquisei bastante sobre essa introdução, quais os benefícios, o que pode ser ruim para criança, se iniciar mais cedo trás algum risco, e vi que em muitos países, principalmente nos Estados Unidos [dependendo da Região], é comum que as crianças comecem a alimentação a partir do 4º mês sem que isso acarrete nada em seu desenvolvimento, e é aquela coisa, cada pessoa é uma pessoa, muitas são as opiniões e nem uma delas são iguais, cada ´profissional tem a sua. O assunto é amplo e cabe em milhões de posts, por isso estou pensando em fazer tipo uma série, ainda não sei de quantos posts, mas falando mais sobre a parte especifica do que oferecer, como ajudar a criança a aceitar o novo, e etc. [Deixem ai embaixo nos comentários a opinião de vocês];

Por fim, não quero levantar polemica, foi mais uma forma de conversa mesmo, nada técnico, mas só essa primeira experiência. Espero que gostem e que ajude alguma mamãe que também tem duvida se deve ou não inciar a introdução alimentar antes dos 6 meses.

Curtam nossas redes sociais e se inscreva no blog para não perder as próximas novidades e quem sabe os próximos capítulos dessa “novela” hahahahaha.

Beijos, povo :**

Licença Maternidade]

Anúncios

2 comentários em “Introdução Alimentar: Meu dilema

  1. Anady, eu não tenho babys como já lhe disse em outro comentário, mas tenho dois sobrinhos e três enteados, acho que todos começaram até antes dos 4 meses a se alimentar com outras coisas além do leite materno. Meu sobrinho mais velho teve que tomar NAN (não tenho certeza se era esse mas acho que sim) porque minha irmã não tinha leite.. Não entendo muito sobre essa parte de amamentação e alimentação nos primeiros meses mas gostei do post, e como disse, cada um é cada um, então se você e a médica concordaram em iniciar agora, tenho certeza que fará bem a ele! E ele não gostou da colher? hahah Depois ele acostuma e vai querer ela o tempo todo!

    Mudando de assunto, não sei se gosta de responder a tags mas te indiquei em uma no meu blog, espero que goste e possa responder, caso não, não tem problema!
    Um beijo e estou adorando seu blog! ❤
    http://www.flores-novembro.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s