Blog · Maternidade

Relato de Parto: O momento mais feliz da minha vida

Olá, povo…

Quando nos tornamos mães o assunto mais badalado da nossa vida definitivamente é a maternidade kkkkk, e um deles é sobre o parto, pelo menos comigo foi assim, a todo momento eu queria falar o quão bonito, emocionante e inesquecível foi esse momento em minha vida, por isso queria dividir isso com vocês também <3.

Então senta ai que la vem história \o/!

datadeheitor.png

A semana do nascimento do miudinho foi uma das mais agitadas de toda a gravidez, foi médico, ultrassom e por incrível que pareça trabalho (afinal estava crente que o pequeno esperaria as 40 semanas fecharem). Na quarta feira dessa semana eu comecei a sentir algumas contrações, mas como final de gestação é comum sentir as contrações de treinamento, não dei muita bola não. No final desse mesmo dia, e depois da minha mãe insistir muito, acabei que fui no hospital só pra vê se tava tudo bem, e graças a Deus estava mas não era hora ainda não.

No dia seguinte era dia de consulta com a médica e fazer ultrassom [a última haha <3]. Fui no incio da tarde para a clinica, fiz a ultra e conversando com o médico ele me disse que eu não ficasse ansiosa pois geralmente os primeiros filhos tendem a nascer apenas depois das 40 semanas, até ai tudo ok, não estava ansiosa, tava bem tranquila pra falar a verdade kkkkkkk. A noite fui na minha médica, falei sobre os acontecidos da semana, ela disse que era assim mesmo pois eu já estava com 38 semanas de gestação, escutamos o ❤ e eu fui embora marcando assim mais uma próxima consulta [que não existiu] pois…

Eis que chega a madrugada do dia 11/09/15, não dormi nada bem, acordei a madrugada com dor de dente, um incomodo e acabei recorrendo ao Tylenol, conseguindo assim pegar no sono. Amanheceu o dia e eu comecei a sentir umas cólicas que estavam vindo com um certo ritmo, era um tempo curto [coisa de 7 em 7 minutos ou menos [não contei a principio]], levantei e fui tomar um banho pensando que assim poderia aliviar as dores, já que na minha cabeça não era hora, não tão “rápido”. Após o banho me deitei mas foi em vão, as dores começaram a ficar mais fortes [apesar de não chegar a ser insuportável], ficar deitada era muito incomodo.

Minha mãe acordou e perguntou o que eu tinha, falei que estava com uma dor que ia e vinha mas que tava tudo bem, que ia ficar em casa que talvez passasse. Mas mainha sendo ela desde sempre, disse que eu tinha que ir pra o hospital pois as dores estavam muito próximas e era perigoso esperar [ e eu “mulher, deixa de show que esse boyzinho ainda tem duas semanas]. Mainha como sempre me escutando, ligou pra o pai do miudinho pra ele sair do trabalho e vir me pegar [tudo isso bem calmo #sqn]. Enquanto esperava, ja que ia ter que ir ao hospital de qualquer forma, fui me trocar e tomar café por que sim, entre uma contração e outra eu comia meu pão ❤ e esperava infinitamente… Por volta de 11:30/12:00, não estava ligada nas horas, ele chegou pra me levar. Estava eu bem sentada lá vendo Discovery Kids, quando me levanto pra ir embora minha bolsa estoura [migos, é uma sensação que pra mim foi inexplicável, mas de uma forma engraçada, vai entender], depois do meu ataque de risos/pânico/muitossentimentosmisturados lá vai eu tomar outro banho, que sinceramente não tinha necessidade não, por que nunca vi tanta água que saia infinitamente de dentro de mim.

Fui embora pra o hospital, ainda relutante [não sejam como eu hahahaha] sem levar nenhuma mala por motivos de tenho problemas, e meu medo de voltar pra casa era maior que o fato de minha bolsa já ter estourado [na minha cabeça era]. O caminho para o hospital parecia que tinha triplicado, não por eu estar com dor, mas pelo fato de eu estar ansiosa com tudo aquilo que estava e que iria acontecer, confesso que minha preocupação maior era com o estofado do carro do meu sogro no caminho, mas também com meu miudinho que estava chegando kkkkk.

Calma estava, calma cheguei no hospital \o/, entrei falei com a mocinha da recepção que minha bolsa havia estourado e minha irmã e ficou fazendo minha ficha [não citei ela antes, mas ela foi haha].

~Havia uma senhora na recepção, que quando eu cheguei e falei que minha bolsa tinha estourado, ela olhou pra mim e fez “Meu Deus, a bolsa dela estourou e ela nessa calma.” Se alguém souber como eu deveria ter me comportado avisa porque ainda to sem entender, desculpa~

Fui pra salinha de espera, e lá começamos a monitorar o tempo entre cada contração e já estava vindo de 2 em 2 minutos e diminuindo, apesar do tempo curto entre uma e outra, eu estava me saindo bem, consegui manter a calma e de certa maneira curtir minha dor pra que aquilo não tomasse conta de mim e me fizesse entrar em desespero e dificultar a vinda do miudinho ao mundo. Fiquei um bom tempo na sala de espera, sob fortes desesperos de sogra, irmã e boy, tava puxado kkkkkk, mas para alegria da nação fui atendia acho que meia hora depois mais ou menos. Contei ao médico como foi minha manhã e que minha bolsa já tinha estourado, então ele pediu que eu deitasse pra poder fazer o exame de toque [fui com medo porque só li relatos punk [NÃO VÃO NA ONDA DO GOOGLE, NEM TUDO É VERDADE, CADA CORPO É UM CORPO], passei pelo exame com gloria e para minha surpresa eu já estava com 8 CM de dilatação [era a hora, migos, o menino quase nasce no carro kkkkkkk].

Lá vai eu me trocar, colocar aquela bela e fashion roupa de hospital ~pera, esqueci da minha médica ><, antes de sair de casa, o boy ligou pra ela e informou minha situation, ela estava em uma reunião, mas disse que assim que saísse iria para o hospital <3, quando entrei na sala pra fazer o exame citado no paragrafo anterior, ela chegou e me fez ficar mais tranquila em relação ao meu parto em si [já posso continuar]~ coloquei minha linda bata vinho cor do verão e fui encontrar minha médica que foi atras de um quarto pra mim [hospitais…], voltei para a salinha lá, mas não demorei muito, logo subi para a sala de pré parto <3.

Na sala de pré parto eu comecei a fazer alguns exercícios e força em si mesmo, pra ajudar na hora lá [a essa altura vocês já notaram que o parto foi normal né?!], minha médica refez o exame de toque e já me mandou para a sala de parto [ERA AGORA, MEA JUDA SEM OR].

Nunca na minha vida tinha visto um lugar tão claro hahaha, entrei na sala de parto e sinceramente acho que lá dentro tem algo que faz com que as dores aumentam gritantemente, por que olheeeee… acho eu que entrei la de 13:30 por ai, relógio já não era o mais importante para mim aquela altura. Começamos a andar, eu e minha médica, pela sala, dar umas reboladinha haha e fazer força, ainda não tinha ido pra cama, me encostar de bruços era mais confortável, os pés no chão acho que me davam mais segurança. Ficamos nisso por um bom tempo, até que eu resolvi ir pra cama, nesse momento posição nenhuma já me era confortável, não pela dor, mas pelo esforço que eu já estava fazendo e que parecia não ter ajudado em nada. Comecei então a fase de expulsão, naturalmente o corpo inicia essa fase e a unica coisa nos cabe é fazer força, e o fiz até o momento em que meu corpo quis para, minha pressão baixou e eu não conseguia mais mandar em mim, sabe?! Tomei água com glicose e juro, foi tão miojo o negocio [instantâneo RÁ], minhas forças voltaram e consegui continuar fazendo o que eu tinha que fazer, e foi tão rápido que num piscar eu já estava com meu miudinhos nos braços. ❤

Então, numa sexta, às 14:57 do dia 11 de Setembro de 2015, veio ao mundo meu presente, meu anjinho lindo, que não me deu trabalho nenhum nem na gravidez e muito menos no parto, pois minhas dores foram quase nulas [gente, vocês não vão querer saber os comentários da minha mãe sobre as partes da pessoa aqui :X]. Nasceu com 51 cm e pesando 3,250 g de pura gostosura e chororô, transformando essa pessoa que vós fala em um poço de calmaria \o.

IMG_5055.JPG

Em resumo, foram mais ou menos 7/8 horas de trabalho de parto ativo até o nascimento, uma dor minima graças a Deus, e um bebê mais saudável impossível!

E essa foi minha pequena/resumida/conturbada/desacreditada, trajetória no dia do nascimento do miudinho mais sem vergonha da história <3, espero que vocês tenham gostado de saber um pouquinho sobre o dia mais feliz da minha vida.

Beijos, povo :**

**Curta nossa fanpage e fique por dentro de todas as novidade do blog**

Ps: minha linha de raciocínio foi bem “ao vivo” hahaha [perdoem]!

 

 

 

Anúncios

3 comentários em “Relato de Parto: O momento mais feliz da minha vida

  1. Ah que lindaaaaaaaaaa! ❤ Eu já li o relato de parto de outra blogueira e achei algo muito magnífico de se saber! Parece que estive lá junto com a pessoa! HAHA eu espero que quando tiver um baby, consiga manter a calma assim como você!

    Curtir

  2. Anady! Adorei teu relato! Passei por algo parecido, fiz o exame de toque de manhã no hospital e a médica disse que nem com 40 semanas minha filha nasceria, fui pra casa e de noite comecei o trabalho… encurtando a história, minha bolsa estourou a meia noite depois de horas de contrações e ela nasceu as 10 da manhã, rs 16 horas de contrações kkk Mas faria tudo novamente! Pq enquanto as outras mães choravam na cama de dor do corte eu tava feliz com a bb no colo e caminhando. rs Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    1. Own, obrigada!!! Fico feliz em saber que vc gostou, amo contar sobre esse dia hahaha, coisa de mãe ne?! É muito bom, vc pode aproveitar mais afundo os primeiros contatos com seu bebê, eu antes de sair da sala de parto já tava perguntando qnd eu ia embora de tão boa que tava kkkkk!!! Beijos ❤❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s